Caju

caju

Esse final de semana fui comprar frutas e verduras para meu pequeno, qual não foi minha surpresa ao ver um pacotinho com 4 cajus (lindos!!!) pra vender!!! Tratei de colocar no carrinho, afinal o Antônio ainda não havia experimentado!!!

Confesso que pra mim, além de nutritivo, o caju tem também um valor sentimental!!! Na casa da minha avó tinha um cajueiro (enorme!!). Por isso, essa fruta me traz cheiro de infância!!! Meu pequeno já não concordou comigo!!! O primeiro pedaço foi bem, mas depois não quis mais!!!!rs

O caju é considerado muitas vezes como o fruto do cajueiro, embora seja um pseudofruto(falso fruto). É constituído de duas partes: a castanha que é a fruta propriamente dita, e o pedúnculo floral, pseudofruto (confundido com o fruto). Esse se compõe de um pedúnculo piriforme, carnoso, amarelo, rosado ou vermelho.

É rico em vitamina C e ferro e ajuda a proteger as células do sistema imunológico contra os danos dos radicais livres.

O cajueiro é uma árvore originária do Brasil, nativo da região litorânea. Suas folhas são eficazes na cicatrização de feridas. Seu cultivo é muito comum no nordeste brasileiro. A colheita é realizada de agosto a janeiro.

Além de ser consumido natural, o caju pode ser utilizado na preparação de sucos, mel, doces, passas, sorvetes, licores.

A castanha, depois de torrada, é utilizada como petisco, sendo exportada para quase todo mundo. A castanha verde é usada em pratos quentes.

Imagem: google

Anúncios

Receitas com Cereja

Olá pessoal!

Como hoje é quarta-feira, é dia de receita!!!

Espero que gostem!!!

Beijos

BOLO DE IOGURTE COM LIMÃO E CEREJAS

SAMSUNG DIGITAL MOVIE

Ingredientes:

  • 2 copos de iogurte natural
  • 2 copos (de iogurte) de açúcar
  • 5 copos (de iogurte) de farinha – usei a integral!
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 copo (de iogurte) de óleo – usei de canola!
  • 4 ovos
  • raspa e sumo de 1 limão
  • 2 copos (de iogurte) de cerejas descaroçadas

Preparação:

  • Bata os ovos com o açúcar e a raspa de limão até ficar cremoso.
  • Junte os iogurtes e bata até ficar bem homogéneo.
  • Acrescente a farinha misturada com o fermento, alternando com o óleo e o sumo de limão.
  • Quando a mistura estiver homogénea junte as cerejas e mexa um pouco.
  • Coloque a massa do bolo numa forma untada e enfarinhada e leve ao forno a 180ºC por cerca de 45 minutos, fazendo o teste do palito antes de o retirar.

Créditos: site petitchef

Imagem: google

Receitas com Milho

Oi gente!!!

Hoje vou postar mais de uma receita!!! Tenho certeza que vocês irão adorar!!!

Beijos

MILHO REFOGADO

milho 2

Ingredientes:

  • 6 espigas de milho
  • 1 colher (sopa rasa) de margarina – usei a de canola
  • 1 dente de alho (grande) picado
  • 1 cebola pequena picada
  • Cheiro verde e cebolinha a gosto

Preparo:

  1. Cozinhe as espigas de milho previamente.
  2. Com uma faca retire os grãos de milho da espiga e retire todo cabelinho
  3. Em uma panela derreta a manteiga, acrescente a cebola e o alho deixe fritar bem sem deixar queimar
  4. Coloque o milho debulhado na panela e mexa bem.
  5. Por ultimo coloque o cheiro verde e a cebolinha e mexa mais um pouco.
  6. Desligue o fogo. Tampe a panela e deixe descansar por alguns minutos.
  7. Desligue o fogo e sirva

A Rotina para Crianças

Olá pessoal!!!

É com muita alegria que começamos hoje uma nova parceria!!! A Carolina Pinheiro é uma psicóloga que tem um blog M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O!!! Ele chama Projeto Alimente (http://www.projetoalimente.com.br/). E a partir de hoje ela vai escrever algumas dicas para nós mamães!!!

Espero que gostem das matérias e também do blog que ela escreve!!!

Beijos

rotina 1

Nós, adultos, sempre estamos reclamando da nossa rotina, que é algo maçante e que devemos sempre fazer algo para sair um pouco dela…Mas esquecemos também que a rotina exerce um papel muito importante e que talvez sem ela não suportaríamos as incertezas da vida.

A rotina exerce um papel tão importante ou maior para a criança, traz organização para vida dela e consequentemente organiza o seu mundo interno, o que é fundamental para o seu desenvolvimento físico, cognitivo e emocional sadio. Ela é basicamente feita por horários e tarefas pré estabelecidos que ocorreram da mesma forma todos os dias.

rotina 2

A criança ainda não possui recursos cognitivos que lhe dão, por exemplo, a noção de tempo. Se todos os dias durante a semana a criança dorme no mesmo horário e, por exemplo, a mãe lhe conta uma história antes de dormir, ela já sabe que depois da história ela irá dormir, portanto, ela irá se preparar para dormir já no momento que sua mãe está contando a história.

Sabendo o que mais ou menos vais acontecer depois de alguma coisa a criança pode se adequar para a tarefa que está por vir. E saber o que está por vir traz segurança à ela. A rotina tem um papel importante na construção de autonomia e segurança.

rotina 4

Quando a criança cresce é importante abrir espaço de conversar onde os pais discutam com elas os horários de cada atividade e que a criança seja ativa na elaboração da sua rotina, o que fica mais fácil o comprimento destas. Por exemplo, os pais estabelecem quanto tempo ela terá para fazer tarefa e para brincar, mas ela pode escolher se ela quer brincar e depois fazer tarefa ou fazer tarefa e depois brincar. Depois da regras estipuladas pelos pais e das escolhas feitas pelas crianças, escrever a rotina em um papel com horários e deveres e coloca-la em um lugar visível para criança é uma boa estratégia para que a criança memorize sua rotina.

Com crianças mais novas os pais que devem estipular, de acordo com a idade da criança, os horários de cada tarefa. Os benefícios positivos da rotina podem ser vistos através do sono, da alimentação, da diminuição de irritabilidade e ansiedade, além de trazer autonomia e responsabilidade para criança.

rotina 3

É importante salientar que a rotina deve ser estabelecida levando em consideração o funcionamento da casa onde a criança mora, a idade que ela tem e a fase do desenvolvimento ela se encontra, pois rotinas muito rígidas e que não levam em consideração as necessidades da criança não trazem benefício algum, pelo contrário. Não é o fim do mundo tirar a criança de vez em quando de sua rotina, afinal intercorrência e imprevistos acontecem em nossas vidas. Mas as exceções não podem também virar uma prática rotineira, pois isso irá desorganizar a criança. Quando o adulto saí de sua rotina, ele sabe que aquilo é temporário e que logo voltará ao seu “dia a dia”, já a criança não tem essa percepção e por isso ela pode ver a quebra da rotina como algo ameaçador.

O bom senso e equilíbrio sempre devem falar mais alto na hora de elaborar e quebrar uma rotina. Sem “nóias” de uma rotina muito rígida e sem muitas exceções que fazem com que a rotina vire um bagunça e perca sua função.

Carolina Pinheiro, psicóloga clínica formada pela PUC-SP.

Imagens: google

Cereja

Olá pessoas lindas!!!

Desculpem mais uma vez pela ausência, mas semana passa tive vários contratempos!!!

Essa semana volto com novidades!!! Ebaaaa!!!

Como hoje é segunda- feira, é dia do super alimento!!! Resolvi falar sobre uma fruta que sou apaixonada, mas que infelizmente só encontramos no final do ano: a cereja!!! E como filho de peixe, peixinho é, o Antônio também adorou!!!

Espero que gostem!!!

Beijos

CEREJA

cereja

A cereja é uma fruta pequena, arredondada, de cor vermelha e com polpa macia e suculenta. Ela tem sua origem no continente Asiático.

Rica em vitamina A, B e C, além de conter cálcio, ferro, fósforo e proteínas, o fruto da cerejeira é muito apreciado por combater os radicais livres e ajudar na digestão. Quando consumida in natura tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas, e por ser rica em ácido salicílico é indicada no tratamento e combate ao reumatismo, gota, artrite e redução do ácido úrico. É uma fruta pouco calórica que contém muita fibra, o que auxilia no funcionamento do intestino. Com altas concentrações de antocianina, a cereja fresca é considerada um anti-inflamatório natural, prevenindo inflamações e acalmando dores no corpo. As sementes encontradas no interior da fruta têm propriedades vermífugas e diuréticas.

Além de poder ser consumida ao natural, a cereja pode ser ingrediente para a preparação de conservas, compotas, sobremesas, geleias e coquetéis.

Créditos: site brasil escola

Imagens: google