Bolo de Fubá com Laranja

Olá pessoal!

Quem me segue no instagram(@mrlbarreto) sabe que hoje a receita é de bolo de fubá!!! Gente mas ficou muito bom e é rápido e fácil de fazer!!!

Espero que vocês gostem!!!

BOLO DE FUBÁ COM LARANJA

bolo de fuba

Ingredientes:

  • 1 copo de suco de laranja
  • 1 copo de fubá
  • 1 copo de farinha de trigo integral
  • 1/2 copo de óleo de girassol
  • 2 copos (faltando dois dedos para completar) de açúcar  cristal (eu usei o demerara)
  • 4 ovos
  • 1 colher (sopa) de fermento em pó
  • 1 pitada de sal

Preparo: Bata todos os ingredientes no liquidificador (deixando apenas o fermento para adicionar por último e mexer com uma colher). Unte uma forma e coloque a massa. Leve ao forno por cerca de 40 minutos (ou até o palito sair sequinho!). Lembre-se de não abrir o forno nos primeiros 30 minutos!!!

Imagem: google

Anúncios

Os vilões da alimentação infantil

caveira-de-alimentos-ruins

Alimentos congelados
Hambúrgueres, empanados de frango, lasanhas e outras refeições prontas podem levar a obesidade, hipertensão e aumento do risco de doenças cardiovasculares. Esse tipo de alimento possui um alto teor de gordura, sódio e conservantes. O ideal é evitar ao máximo esses tipos de alimentos, na realidade eu recomendo uma vez no mês!

Salsicha
Paixão da maioria das crianças, as salsichas são comumente consumidas em lanches, acompanhadas de condimentos, purê de batatas, queijos amarelos e pão branco. Essa combinação acaba acrescentando muitas gorduras e excesso de carboidrato simples à refeição. Um dos maiores problemas da salsicha, na minha opinião, é que elas são preparadas com restos de carnes de animais, incluindo partes altamente gordurosas, sem falar nos conservantes, corantes e nos produtos utilizados para realçar seu sabor. Nesse caso, também devem ser consumidas no máximo uma vez ao mês.

Frituras 
Para que o alimento seja frito, ele deve ficar imerso no óleo. Isso faz com que uma grande quantidade de óleo seja usada, prejudicando a saúde do coração. Sem contar nas calorias que ele acrescenta ao prato! O ideal é sempre optar por preparações grelhadas, cozidas ou assadas, que são muito saborosas e bem recebidas pelas crianças.

Guloseimas
Balas, chocolates e outros doces, geralmente, são bombas de açúcar, que não só podem levar ao ganho de peso como ao aparecimento de cáries. Para oferecermos sobremesa para nossos pequenos, podemos optar gelatinas(em casa uso aquela com corante natural) e frutas. A meu ver, o ideal é substituir essa guloseimas por opções saudáveis, e restringir ao máximo seu consumo!

Salgadinhos industrializados
Que criança não gosta de comer um pacote de salgadinhos? Escuto muito isso de vários pais. O melhor, nesse caso, é restringir o consumo. Sei que às vezes não é fácil, e quando a vontade falar muito mais alto, temos opções que são sem conservantes e até mesmo integrais. Em casa, meu pequeno ainda nem sabe o sabor desses salgadinhos. No lugar deles coloco pipoca feita com água no microondas. Uma opção beeeeeem mais saudável!

Bolinhos e bolachas recheadas
Esses alimentos são ricos em gordura trans e colesterol, tornando-se uma ameaça à saúde do seu filho quando consumidos em excesso. Dessa forma, como os salgadinhos, restrinja ao máximo o consumo. Hoje em dia temos opções mais saudáveis como biscoitos de aveia, cookies integrais e bolachas salgadas integrais também, quais são ótimas opções!

Imagem: google

Proteja o coração do seu filho!

coração

Uma coisa que vocês estão cansados de me ouvir dizer é que o bom exemplo do que se deve ou não comer começa desde cedo e em casa! Mas por que essa minha constante procupação com a alimentação dos pequenos? Tudo isso é só por causa da obesidade??? Claro que não!!! A obesidade por si só já é extremamente preocupante, mas as doenças que ela pode trazer junto com ela são piores ainda. As doenças cardíacas, como a hipertensão, tem sido diagnosticada cada vez mais cedo, e podem acreditar, há inúmeras crianças hoje em dia que já estão sendo tratadas desse mal!

Essa semana li um estudo publicado no Canadian Medical Association Journal, que enfatizou demais que os responsáveis devem ficar de olho na forma como as crianças estão comendo. isso porque os pesquisadores aplicaram um questionário nos pais de 1.076 crianças entre 3 e 5 anos de idade. Além de questionar sobre o que os pequenos comiam, a lista de perguntas abordava também alguns hábitos, como fazer as refeições diante da televisão, beliscar e comer junk food. No final, faziam o cálculo (já do questionário!) da pontuação, e viam os riscos gerais para saúde que tais comportamentos podem trazer.

A diferença é que os estudiosos cruzaram os resultados com a quantidade sérica de colesterol HDL (conhecido como colesterol bom) no sangue, usada para prever nas crianças quais as chances de elas terem doenças cardiovasculares na vida adulta. Os resultados mostraram que quanto menor a pontuação do teste, maiores os indicadores de problemas do coração no futuro. Ou seja, quanto menos os pais se importavam que as crianças comessem alimentos saudáveis, maior são as chances dos pequenos terem problemas do coração no futuro! E isso não acaba por aqui! Eles concluíram também que o sobrepeso na infância pode influenciar os ponteiros na balança da idade adulta, e problemas como colesterol alto nessa fase.

Por isso repito, é melhor prevenirmos sempre!!! Portanto, vamos ficar de olho nos pratos dos nossos filhos!!!

Imagem: google

Seu filho não gosta de alguns alimentos? Calma, ainda dá tempo!!!

alimentacao-infantil-732x412

Até os seis meses, seu filho não precisa de nada além do leite materno!

Nesse período de vida, oferecer só leite materno é mais do que suficiente. Isso porque ele supre todas as necessidades do bebê e ainda protege contra doenças, evita diarreia, fortalece a musculatura do rosto e previne problemas de fala. O leite materno é feito para seu bebê! Assim, a oferta de chás e água é desnecessária e ainda pode prejudicar a sucção do bebê. ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO!!!

Seja um bom exemplo 

A influência do ambiente em que a criança vive, o exemplo dos pais e as experiências positivas ou negativas podem ser o mais forte de todos os fatores relacionado à alimentação! Ou seja, talvez sua filha naturalmente não se sinta atraída por peixes, mas com o hábito em casa, pode aprender a gostar. Maus exemplos e preconceitos também são ensinados desse jeito.

Talvez ela seja uma fã de frutas por natureza, mas se você não tem o costume de comê-las e ainda faz cara feia quando lhe oferecem uma maçã, é provável que seu filho também adquira resistência a esses alimentos. Depois não adianta exigir que a criança goste de pratos que os próprios pais não comem! LEMBREM-SE SEMPRE QUE SOMOS MAIS QUE EXEMPLOS!!!

Substitua o alimento recusado por outro do mesmo grupo nutricional

Você insiste no brócolis mas o bebê cospe tudo, abre o berreiro e provoca ânsia de vômito? Tente espinafre. Rejeita o feijão? Ofereça a lentilha! Insistir exageradamente em um alimento específico pode diminuir o prazer com o ato de comer. Também vale mudar o jeito de preparar. Ela não quis espinafre refogado? Ponha as folhas no suflê, na omelete, no sanduíche. (No consultório sempre dou o exemplo da batata para meus pequenos pacientes! Batata frita, cozida, purê são todos batatas, mas seu sabor muda conforme a preparação!).

A criança deve comer primeiro com os olhos

Ofereça a comida em porções pequenas e coloridas, dispostas no prato em porções separadas e divertidas. De preferência, que ele possa comer sozinho, com as mãos até. Deixe que ele descubra as cores, formas, texturas e faça combinações como quiser. Transformar o chato prato-feito em uma refeição lúdica aumenta as chances do pequeno experimentar novidades e aprender sobre o sabor de cada alimento.

Não tenha medo de impor limites 

Já foi comprovado que a criança nasce com preferência para o sabor doce e resistência ao amargo. Por isso, é normal preferir chocolate a espinafre. O problema está em deixar de ingerir o alimento saudável e abusar da guloseima. Até um ano de idade, seu bebê possui um estômago mais sensível, que pode ser irritado pelas substâncias presentes nas porcarias, como enlatados e refrigerantes. Isso compromete a digestão e a absorção dos nutrientes. Resista às birras e estabeleça limites, seguindo horários fixos para fazer as refeições e insistindo em uma alimentação nutritiva.

Alimento não é recompensa e muito menos castigo

A comida não deve ser vinculada a sentimentos e nem prêmios. Dentro do nível de entendimento da criança, ensine por que é realmente importante comer determinados alimentos: a cenoura é boa para a pele e os olhos, o macarrão e o arroz dão energia e o feijão deixa forte…

O lanche da escola deve ser uma continuação da refeição em casa 

A formação de um hábito alimentar saudável continua fora de casa. Para as crianças que fazem as refeições na escola, cabe aos pais conferir se o cardápio é variado, se é elaborado por um profissional e a forma como são apresentados os alimentos. Se o lanche é levado pronto de casa, é importante acompanhar o padrão da alimentação oferecida pela família. MAMÃES E PAPAIS, NÃO TENHAM PREGUIÇA!!!

Imagem: google

 

Receitas com cebola

Como hoje é quarta-feira, é dia de receita!!! Como o alimento da semana foi a cebola, vou compartilhas com vocês duas receitas lá de casa. Uma é da minha mãe, e a outra é de uma tia que também cozinha divinamente!!!

salada de cebola

SALADA DE CEBOLA COM OVO

Ingredientes:

  • 2 cebolas médias
  • 2 ovos cozidos
  • sal
  • azeite

Preparo: corte as cebolas em quatro partes para que ela despetalar. Coloque essas pétalas (cebola) numa panela com água e deixe cozinhar até que fiquem transparentes. Enquanto isso, pique os ovos cozidos em cubinhos.  Assim que estiverem cozidas, junte os ovos com as cebolas e tempere com sal e azeite à gosto.

vinagrete

VINAGRETE DE CEBOLA COM ORÉGANO

Ingredientes:

  • 2 cebolas (grandes) cortadas em rodelas finas
  • 1/2 xícara (chá) de vinagre branco
  • azeite de oliva extravirgem
  • sal
  • orégano

Preparo: em uma panela, coloque água para ferver (o suficiente para cobrir as cebolas já fatiadas). Quando a água levantar fervura, coloque a cebola na panela e aguarde por cerca de 40 segundos. depois desse tempo, escorra rapidamente as cebolas e ponha em uma tigela com água bem gelada (este processo é muito importante para retirar a acidez da cebola e mesmo assim manter sua textura crocante). Depois de escorrida a água, ponha o vinagre, o sal, o orégano, o azeite e mantenha na geladeira até a hora de servir.

OBS: essa é a receita da minha tia. Até quem não gosta de cebola acaba comendo esse vinagrete. Gente ele combina muito com churrasco!!!

Imagens: google

Dica, dica, dica!!!

tosse

Gente preciso compartilhar com vocês uma situação que aconteceu em casa! Já que o super alimento dessa semana é a cebola, e já falei que ela ajuda em gripes e resfriados, ela foi ótima para diminuir a tosse do meu pequeno à noite!!! Mas como??!!!!

Pois bem, desse jeito:

Cebola: se colocarmos uma cebola cortada ao meio na mesa de cabeceira, irá ajudar na recuperação da constipação e da congestão nasal.

Sim, também não acreditei muito quando meu marido viu essa dica em um site de mamães e crianças. Mas se tratando do bem estar dos nosso filhos, não faria mal tentar. Pois bem, ele mesmo foi, cortou a cebola e colocou perto do berço do pequeno à noite. Qual foi minha surpresa (queimei minha língua!!!rs) que deu certo!!!

Mas por que isso acontece? A cebola tem ação expectorante, broncodilatadora e antiespasmódica. Por essas propriedades, vai ser alívio imediato e certo!

Cebola

cebola

Gente uma coisa que vocês já perceberam é que adoro usar temperos nas minhas receitas. Um que não pode faltar é a cebola! Além do seu sabor, ela é ótima pra prevenir doenças e ajudar no nosso sistema imunológico. Por isso ela é o super alimento da vez!!!

A cebola é uma hortaliça muito apreciada no mundo todo. A grande utilização da cebola é na fabricação de condimentos, pois ela proporciona um sabor especial e característico a culinária, principalmente a brasileira. A cebola possui um formato oval em diversas camadas, que ao ser cortado libera o ácido sulfénico que irrita as terminações dos olhos, fazendo-o arder. (as vezes até chorar!!!rs)

Muitas pessoas torcem o nariz para a cebola sem saber que ela é considerada um dos melhores alimentos funcionais – alimentos que são capazes de prevenir doenças – estudos comprovam que a cebola é capaz de prevenir doenças como diabetes, câncer, tumores, infecções no intestino, pâncreas e fígado além de fortalecer o sistema imunológico do organismo.

Os benefícios da cebola contra o câncer, por exemplo, se dá graças a uma substância conhecida como Alicina.  A cebola também possui uma grande quantidade de vitaminas do complexo “B”, muito importantes para combater o estresse e o desanimo. Ela é uma ótima aliada para quem sofre com queda de cabelo, caspa, coceira e para quem tem o cabelo bem fino, pois possui vários nutrientes como enxofre, magnésio, potássio e cálcio que regeneram os folículos pilosos, e assim reduz a queda de cabelo e estimula a circulação sanguínea do couro cabeludo.

A cebola é um ótimo alimento em combate a gripe, pois ela mantém as vias respiratórias abertas e descongestionadas. Possui substâncias anti-inflamatórias, antivirais, antibacterianas e antifúngicas que ajudam a afastar gripes, resfriados, infecções e a diluir o muco nos pulmões, sendo muito eficaz contra tosse e bronquite.

Para usufruir de todos os benefícios da cebola de preferência por consumi-la crua, pois os compostos bioativos são sensíveis ao calor, fazendo com que perca boa parte de seus nutrientes e vitaminas. Como sabemos que não é fácil consumi-la assim, vamos colocar a cebola na maioria dos pratos que assim conseguimos obter mais de seus nutrientes!

Imagem: google