5 dicas para manter uma alimentação saudável

dieta62

A maioria das pessoas já sabe que incluir vegetais e legumes diariamente nas refeições pode ser altamente benéfico ao organismo, manter uma dieta balanceada com alimentos de diferentes de diferentes grupos  não somente ajuda na manutenção do peso, mas também eleva a qualidade de vida. O que nem todos ainda tomaram consciência é que a má alimentação pode resultar não só em obesidade (considerando estética!), mas também em problemas sérios de saúde como hipertensão, diabetes, colesterol alto e até mesmo problemas cardíacos. Por isso, o melhor é incluir hábitos saudáveis no nosso dia a dia. Se, desde cedo, ensinarmos esses hábitos aos nossos pequenos, eles se tornarão adultos extremamente saudáveis!

1 – Evitar consumir carne vermelha

A carne vermelha possui alto teor de gordura e muitos resíduos tóxicos o que pode dificultar o metabolismo. Para manter uma alimentação balanceada, o ideal é ingerir no máximo três vezes por semana alternando o consumo com carne branca e peixe. Atualmente, há inúmeros estudos correlacionando o alto consumo de carne vermelha com câncer, principalmente de inetestino!

2 – Reduzir o consumo de laticínios integrais

Os laticínios integrais – queijos, manteiga, leite – também possuem muita gordura, o que pode causar problemas ao organismo. Nesse caso o ideal é substituir o leite integral pelo desnatado e consumir apenas queijos magros.

3 – Evitar grande quantidade de sal

Ingerir muito sal (ou cloreto de sódio) pode representar riscos à saúde. Além da retenção de líquido que ele provoca, o alto consumo de sódio é responsável por aumentar a pressão arterial causando a hipertensão, mal que atinge grande parcela da população e provoca alto índice de mortalidade no país. Em média, o brasileiro consome 6 gramas de sal por dia ou mais, sendo que o ideal seria de 2 a 4 gramas!

4 – Beber muita água

Essencial para a hidratação do corpo, beber muita água durante o dia pode auxiliar o organismo em diversos processos do metabolismo. Beber de 6 a 8 copos – cerca de 2 litros – por dia é importante para evitar cálculos renais, inchaços, hipertensão e desidratação da pele e dos cabelos. Além disso, o ato de beber água pode ser aliado de quem deseja emagrecer, já que proporciona sensação de saciedade e auxilia na digestão.

5 – Incluir uma porção de fruta em todas as refeições

As frutas possuem diversas propriedades benéficas ao organismo. O ideal é incluir uma fruta com casca em todas as refeições durante o dia. A ressalva fica para os sucos que, geralmente, perdem muito da propriedade nutritiva, pois além de se adicionar açúcar ou adoçante, elimina-se a casca – onde há maior concentração de fibras e vitaminas.

Fonte: http://www.fcmsantacasasp.edu.br

Imagem: google

Que tal cozinhar com seu filho?

filho_comer_bem

Uma das melhores maneiras de familiarizar a criança com boas escolhas alimentares é incentivá-la a cozinhar com você. Deixe que ela se envolver em todo o processo, desde desde a compra dos ingredientes até o preparo e depois a divisão em porções.

Quando você está comprando os alimentos com seu pequeno, explique a importância de fazer escolhas saudáveis dentre várias opções, como por exemplo, porque a escolha de peixe ao invés de carne vermelha, ou a escolha de queijos brancos no lugar dos queijos amarelos, o porque de levar frutas, legumes e verduras.

Na atribuição de tarefas para o seu filho, tenha em mente que elas precisam ser adequadas à idade. Por exemplo, você não entrega a uma crianças de seis anos de idade, uma faca afiada para cortar legumes, mas certamente pode lavar a alface.

DICAS:

Certifique-se de que você estará na cozinha em todos os momentos em que o seu filho está ajudando. NUNCA DEIXE ELE SOZINHO!

Explique como e porque você pesa e mede os ingredientes.

Use as bocas traseiras quando cozinhar no fogão. Certifique-se de que os  cabos das panelas estão voltados para dentro, para que a crianças não possa derrubá-las acidentalmente.

Ensine seu filho a importância do uso de luvas térmicas, e que, quando usando o forno, ele não pode chegar perto.

Desligue o forno e as bocas do fogão assim que terminarem a preparação.

Imagem: google

Você sabe o que é anemia?

1

A anemia nada mais é que uma doença que é causada pela falta de ferro no organismo. A falta desse mineral pode ser causada por vários fatores, como por exemplo uma dieta pobre em alimentos que contém ferro, pela falta de absorção dele pelo organismo e também perda de sangue. Ela pode acometer qualquer pessoa, sobretudo crianças menores de três anos de idade, mulheres e gestantes.

Pessoas com deficiência de ferro podem apresentar cansaço constante e sem motivo aparente, dor de cabeça, tontura, irritabilidade e falta de atenção. As crianças podem ter dificuldade de aprendizagem, infecções frequentes e atraso de crescimento. Já os adultos ficam menos tolerantes aos exercícios, têm menor rendimento no trabalho, além de outros sintomas como palpitação, falta de ar, desânimo, queda de cabelos e enfraquecimento das unhas.

Atualmente, com o alto consumo de alimentos industrializados e a diminuição do consumo de frutas, legumes e verduras pelas crianças, a anemia vem aparecendo cada dia mais. Os alimentos industrializados são pobres em nutrientes, pois a maioria contém somente excesso de açúcar e gorduras. Uma dieta rica em ferro inclui carnes em geral (frango, carnes vermelhas, peixes), feijão, lentilha e verduras escuras (couve, brócolis, agrião, rúcula, espinafre e beterraba).

Para enriquecer e melhorar a absorção da substância, o ideal é o consumo de frutas cítricas (laranja, limão ou acerola) durante ou após (como sobremesa) a refeição. A vitamina C dessas frutas contribui para o aumento da absorção do ferro. A adição de 50 mg dessa vitamina é capaz de dobrar a absorção do nutriente na mesma refeição.

Fonte: faculdadesantacasa.wordpress.com

Imagem: google